PALAVRA CHAVE  
 
SENHOR PRENDADO
 
UM SENHOR QUE SE DIVERTE NA COZINHA
 
QUARTA-FEIRA 31 AGO 2011
Cabrito ensopado
INGREDIENTES
  • Um quarto de cabrito cortado em pedaços
  • Tomates sem pele e sem sementes
  • Bacon, cortado em pedaços
  • Ramo de alecrim
  • Cebolas cortadas em oito partes
  • Farinha de trigo para polvilhar
  • Caldo de carne
  • Dentes de alho, picados finamente
  • Pimenta vermelha, picada sem as sementes
  • Ramo de salsinha
  • Folhas de louro
  • Um copo de vinho branco
  • Mescla de pimentas em grão, moídas na hora
  • ingredientes
    PREPARAÇÃO
    No dia anterior, tempere os pedaços de cabrito com todos os ingredientes: alho, sal, pimenta, e as ervas. Adicione o vinho branco misture bem os pedaços de forma a deixá-los
    quase submersos, numa travessa com o tempero, até o dia seguinte.
    os pedaços imersos no tempero por uma noite inteira
    No dia seguinte, retire e seque os pedaços de cabrito um a um, e leve-os para dourar em óleo bem quente. Coe e reserve a marinada do tempero onde estiveram. Quando os pedaços de cabrito estivem dourados, seque-os em papel e polvilhe sobre eles a farinha de trigo. Reserve os pedaços já enfarinhados.
    os pedaços de cabrito dourados em óleo muito quente
    Inicie então o refogado que irá dar gosto e textura às peças de cabrito. Doure na panela com pouco azeite os pedaçoa de bacon até que fiquem crocantes, o alho em lâminas, acrescente a cebola ralada, ajuste o sal e a pimenta moída na hora.
    Adicione os tomates a pimenta dedo-de-moça picada sem as sementes e mexa muito bem o refogado. Quando a cebola ralada estiver dourada, retorne à panela os pedaços de cabrito, agora semi-enfarinhados.
    Refogue por alguns minutos e só então adicione a marinada reservada coada e o caldo de carne de forma a quase cobrir a carne. Tampe a panela e deixe cozinhando em fogo baixo até que o molho fique espesso e a carne macia. Sirva os pedaços cobertos fartamente com o próprio molho, acompanhados de arroz branco ou batatas ao forno.
    o cabrito no refogado com a marinada os tomates e o caldo de carne.
    Compartilhe no TwitterCompartilhe no Facebook
    POSTADO POR SENHOR PRENDADO 31-08-2011 23:39
    Senhor Prendado escreveu:
    07/09/2011 19:03
    Caro Luís Pontes,

    Aqui entre nós a palavra "ensopado" faz referência à sopa, portanto a algo que está imerso em caldo espêsso e abundante.
    Agradeço mais esse comentário, tão oportuno e pertinente como todos os anteriores.
    Abraços
    JB
    Luís Pontes escreveu:
    06/09/2011 12:02
    Caro João Aguiar,

    Este prato evoca-me irresistivelmente um outro, muito parecido e que faz parte da herança cultural gastronómica do sul de Portugal (Alentejo), o Ensopado de Borrego, prato da tradição pascal.
    Mas o que me levou a comentar foi a questão linguística deste português que nos une e que enriquece a cada diferença, que nenhum acordo ortográfico poderá jamais normalizar: é que "ensopado", em português de Portugal, designa culináriamente um prato cujo acompanhamento é pão, ele sim ensopado no molho da carne, peixe ou até legumes. O ensopado de borrego é portanto o seu cabrito (ou borrego) ensopado, servido sobre grossas fatias de pão rústico, duro.
    Um dia que venha para este lado do Mar, não esqueça de provar.

    Abraço
    Senhor Prendado escreveu:
    04/09/2011 00:55
    Ulisses,
    O site Senhor Prendado já tem por volta de 6 anos de existência e quase 750 mil visitas (contando desde o tempo em que era um blogspot) você é a segunda pessoa que se queixa da falta da informação sobre quantidades dos ingredientes (a outra pessoa – já faz muito tempo – além da quantidade queria tambem saber o tempo de preparo de cada prato). O livro sucedeu o site e essa questão das quantidades e tempo de preparação foi uma das preocupações da edição. Por fim, no livro, assim como no site, decidiu-se que seria impossível quantificar o imponderável. O site parte do princípio de que as pessoas têm alguma noção, mesmo que básica, de cozinha. Portanto a decisão de não quantificar os ingredientes e nem informar tempos de cocção ou preparação é mesmo deliberada. Lamento muitíssimo o fato de você estar tão decepcionado com o livro que acaba de adquirir. Me parece que o melhor a fazer é você voltar à livraria, devolver o livro e pedir os seus R$.100,00 de volta.
    De minha parte, só me resta pedir desculpas pelo transtorno.
    Abraços e muito obrigado pelo comentário.
    Ulisses Mendes Neto escreveu:
    03/09/2011 23:14
    Quando abri seu livro na livraria e vi as fotos e as receitas, não tive dúvidas: comprei (R$ 100,00). Estava ansioso por chegar em casa e poder escolher a primeira receita que faria.
    Entretanto fiquei frustrado já na primeira página: a lista de ingrediente não menciona medidas (nem mesmo dos ingredientes principais). Sabemos que as quantidades de cada ingrediente é o que dá o balanço do prato...
    E agora? O que faço?
    ELI LICURGO FERNANDES escreveu:
    01/09/2011 15:06
    BOM DIA PARA NOS 2.PARABENS PELO SITE, EU SOU AUTO OESTE DO RN. E FASEMOS MUITO PODES ASSADO, CONZINHADO, BUCHADA, PIRÃO DE ESPINHAÇO, COSTELAS ASSADA, E GOSTEI MUITO DESSA RECEITA, E VOU PARA FAZENDA EM 1,2,3, DE OUTUBRO E VOU FASER ESTA RECEITA PARA A TURMA. UM ABRAÇO.
    RECEITAS RELACIONADAS
    ENVIAR RECEITA
    IMPRIMIR RECEITA
    TEASER DO LIVRO DO SENHOR PRENDADO
    COMPRAR O LIVRO DO SENHOR PRENDADO
    2.343.410
    Pérolas da cozinha MAIS ROBUSTA que você mesmo pode preparar
    PERFIL DO SENHOR PRENDADO
    O site e seu autor
    193 RECEITAS
    Escolha entre as sugestões abaixo ou use a busca no topo da página
    ***
    AS MAIS RECENTES
    Caros Leitores
    Curau!!! Alguém lembra?
    Trianon, o rei da noite
    VISITE
    Blogs e sites de gentes que gosta e entende de cozinha. Vale conferir!
    ***